Resumo do livro Blitzscaling

O que é Blitzscaling?

Resumo do Livro Blitzscaling de Reid Hoffman

Introdução ao Blitzscaling

Vivemos na era das redes. Vivemos na era dos gigantes do Vale do Silício. Vivemos na era do Blitzscaling.

Em menos de duas décadas que representaram o século 21, corporações de tecnologia como Facebook, Spotify, AirBnB e Amazon conquistaram o mundo. Eles alcançaram o poder global por meio de um processo chamado blitzscaling: uma coleção de técnicas que aceleram a captura do mercado ao priorizar a velocidade em relação à eficiência em um ambiente de incerteza.

O crescimento recorde dessas empresas não é simplesmente o resultado de serem lideradas por fundadores extraordinários (embora isso muitas vezes desempenhe um papel). Em vez disso, cada empresa buscou inovação em seus modelos de negócios, estratégia e gestão. Desprezando a sabedoria convencional de negócios e capitalizando uma oportunidade de mercado não óbvia, você também pode expandir seus negócios para um sucesso inacreditável.

NOTAA leitura de Blitzscaling lhe dará toda a amplitude da pesquisa, conhecimento e experiência pessoal de Hoffman. No entanto, construí esse material para que você possa acessar, aprender e aplicar os pontos chave do livro sem uma leitura tradicional.

Porque o Blitzscaling é importante?

1. O ritmo rápido em que a tecnologia se desenvolve hoje exige inovação rápida.

2. Viver na “era da conectividade” significa que virtualmente qualquer um pode estar conectado a qualquer pessoa ou a qualquer coisa, e como resultado, notícias e ideias se espalham em um ritmo nunca antes visto.

3. Se você não está disposto a fazer sacrifícios para conquistar o mercado rapidamente, seus concorrentes estarão!

Sobre Reid Hoffman

Hoffman é o autor do livro Blitzscaling – O caminho mais rápido para construir negócios extremamente valiosos, que é o nosso objeto de estudo nesse material.

Reid Hoffman é um empresário, investidor e escritor americano. Hoffman é conhecido por ser co-fundador do LinkedIn, rede social utilizada principalmente para estabelecer relações comerciais e procurar emprego.

  • CO-FUNDADOR & EX CEO DO LINKEDIN
  • EMPRESÁRIO
  • INVESTIDOR
  • ESCRITOR
  • ATUOU NO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO PAYPAL, ZYNGA, AND SHOPKICK
  • PARCEIRO NA GREYLOCK PARTNERS
  • BILIONÁRIO

Guia rápido de conteúdo

A GRANDE IDEIA 1 - VELOCIDADE SOBRE EFICIÊNCIA

Saiba isto – Hoje em dia, desenvolver uma empresa é um processo incerto. Mudança e inovação espreitam em cada esquina, e assim desenvolver práticas perfeitamente eficientes é virtualmente impossível.

O que fazer – Buscar velocidade em vez de eficiência ao encarar a incerteza. Em última análise, é a participação de mercado que você alavanca em seu setor. Se você conquistar clientes rapidamente, você pode otimizar enquanto estiver à frente do grupo.

A GRANDE IDEIA 2 - A MELHOR DEFESA É UM BOM ATAQUE

Saiba istoBlitzscaling coloca o resto da sua indústria em aviso prévio. Seja você importante ou emergente em sua vertical, os concorrentes notarão o mercado inundando você, forçando-os a tomar decisões reativamente.

O que fazerCapture o mercado e não pare. Quanto mais participação de mercado e reconhecimento você ganha, mais longe de seu plano de jogo inicial, seus concorrentes terão que ir.

A GRANDE IDEIA 3 - ITERAÇÕES

Saiba istoComo o Blitzscaling envolve a incerteza, leve em consideração o fato de que você terá que iterar pelo caminho. Construa com paus, não com tijolos.

O que fazerTeste, reúna dados, atualize. Em muitos casos você descartará um produto inteiramente. Você pode simplesmente precisar adicionar um recurso ou mudar ligeiramente para encontrar o ajuste do produto ao mercado. Contudo, esteja preparado para adquirir produtos de outras empresas também!

A GRANDE IDEIA 4 - FATORES DE CRESCIMENTO

Saiba istoOs modelos de negócios que conduzem ao Blitzscaling maximizam a alavancagem de quatro fatores essenciais de crescimento: tamanho do mercado, distribuição, altas margens brutas e efeitos de rede.

O que fazerCertifique-se de que o mercado que você está perseguindo seja robusto, que seu sistema de distribuição seja eficiente e seguro, que suas vendas totais sejam significativamente mais altas do que o custo e que você aproveite os efeitos de rede.

A GRANDE IDEIA 5 - EFEITOS DE REDE

Saiba istoUm efeito de rede é a capacidade de um cliente usar um produto para alterar o valor de outros. Quando alguém contribui para uma plataforma de mídia social, por exemplo, isso atua como um novo conteúdo para outras pessoas verem e interagirem.

O que fazerNão importa a natureza do seu produto, ele deve permitir que os usuários criem valor uns para os outros. O reino digital, especialmente software e sites, é adequado para alavancar efeitos de rede.

A GRANDE IDEIA 6 - LIMITADORES DE CRESCIMENTO

Saiba istoPara o Blitzscale, certifique-se de ter alcançado o ajuste do produto ao mercado e de que suas demandas de pessoal e infraestrutura conduzam ao crescimento.

O que fazerBuscar o ajuste do produto ao mercado é onde a iteração entra em jogo. Use os dados para identificar quais são as necessidades do seu mercado. Ao mesmo tempo, certifique-se de que os custos de seus funcionários e instalações não sobrecarreguem sua receita.

A GRANDE IDEIA 7 - PAPEL DO FUNDADOR

Saiba istoComo fundador, sua função mudará drasticamente durante o Blitzscaling. Nos estágios iniciais, você o implementa pessoalmente. Quando você cresce, você lidera a tomada de decisões estratégicas e organizacionais.

O que fazerSaiba onde você está no processo de dimensionamento. Cresça com contratações que sejam mais eficazes para esse estágio de crescimento e que estejam sempre prontas e dispostas a pivotar.

A GRANDE IDEIA 8 - TRANSIÇÕES CHAVE

Saiba istoConforme sua empresa cresce, você será forçado a projetar e responder às transições operacionais. O número e as funções de seu pessoal, sistemas de comunicação e até mesmo o foco de desenvolvimento de seu produto mudarão.

O que fazerMaximize a sua adaptabilidade e da sua empresa. Não bloqueie suas operações no uso de uma ferramenta ou recurso específico. Busque promover a educação continuada.

A GRANDE IDEIA 9 - CONTRA-INTUIÇÃO

Saiba istoA sabedoria convencional de negócios pode ser largamente jogada pela janela. Você terá momentos de decepção, fracasso, confusão e insatisfação de outras pessoas, mas isso é parte integrante do Blitzscaling.

O que fazerGaste o mínimo de tempo possível. Lance produtos imperfeitos, crie sistemas que serão descartados mais tarde, ignore os clientes irritados, deixe o fogo queimar até se tornar incontrolável e abraçar o caos!

A GRANDE IDEIA 10 - DEFESA CONTRA BLITZSCALERS

Saiba istoAtualmente, o Blitzscaling é quase inevitável. Se você não fizer isso, um concorrente ou uma empresa adjacente ao seu mercado provavelmente o fará. A defesa contra blitzscaling é virtualmente obrigatória.

O que fazerSeja o primeiro! Faça tudo ao seu alcance para escalar e colocar os concorrentes em alerta. MAS, se você não pode vencê-los, junte-se a eles. Se você for grande o suficiente, poderá comprar produtos Blitzscaling. Caso contrário, migre para um mercado mais disponível.

SE TIVER QUE LEMBRAR DE ALGO - LEMBRE-SE DISSO:

1. O caos é o novo normal – a única certeza é a incerteza. Portanto, você precisa criar um modelo de negócios que prospere na mudança.

2. Qualquer empresa (grande e pequena, velha e nova) pode e deve fazer Blitzscale.

3. Líderes de empresas Blitzscaling estão entre os futuristas mais adaptáveis do mundo, constantemente aprendendo e se renovando.

A GRANDE IDEIA #1: VELOCIDADE SOBRE EFICIÊNCIA

Encarando a incerteza

Blitzscaling é uma tática pela qual uma empresa obtém o máximo de participação de mercado o mais rápido possível para obter vantagens estratégicas sobre a concorrência existente e emergente. Embora seja importante entender que, se usado corretamente, grande parte da sabedoria convencional de construção de negócios será jogada pela janela durante o processo, incluindo (mas não se limitando a) eficiência básica.

Em nosso atual estado de avanço tecnológico, poucas coisas são certas. Mas uma delas é que os construtores de negócios DEVEM esperar o incerto. Isso significa que novas tecnologias, novas tendências, novos dados e coisas do gênero podem alterar completamente seus planos e/ou arruinar suas expectativas.

Outra é que estamos todos conectados a praticamente todo mundo, então a notícia pode se espalhar RAPIDAMENTE se as pessoas gostarem de algo … como, talvez o seu produto? Portanto, o conceito de Blitzscaling pode ser descrito sucintamente como “priorizar a velocidade sobre a eficiência diante da incerteza.”

Os caminhos mais comumente seguidos de escalonamento rápido geralmente tratam a certeza de maneira diferente. Historicamente, as startups têm um mercado-alvo e também uma ideia para uma solução de um problema específico que o mercado enfrenta. No entanto, eles normalmente começam sem o verdadeiro “ajuste produto-mercado” – sem confirmação de que o mercado deseja e irá adotar a solução proposta.

Portanto, as startups devem operar com eficiência como prioridade. Isso permite a coleta gradual de dados e participação de mercado, o que, em última análise, cria segurança em torno da demanda de mercado e da eficácia do produto.

Porém, este não é o caso durante o Blitzscaling.

Os diferentes tipos de crescimento

Existem quatro tipos essenciais de crescimento nos negócios. Cada um deles depende da interseção de duas condições: o nível de certeza no ajuste do produto ao mercado, e se a velocidade ou eficiência é priorizada. Os modelos de crescimento são mostrados na matriz a seguir.

Crescimento clássico de startups: Hoffman iguala o processo de começar um negócio a pular de um penhasco e construir um avião enquanto você cai. Ridículo, talvez, mas vamos analisar … A atitude clássica de uma startup seria construir algum tipo de planador ou asas que permitissem diminuir a velocidade de descida. Em seguida, você avalia seus outros recursos e tenta encontrar a melhor construção que te permitirá voar. Significado: você está caindo antes de voar.

Crescimento clássico scaleup: Scaleups são startups que têm certeza suficiente de seu mercado, recursos, direção do produto e operações internas – o suficiente para que eles saibam efetivamente como fazer seu avião voar. Eles alcançaram um crescimento consistente em um mercado estável e decidiram buscar essa eficiência como uma prioridade.

Fastscalers: Fastscalers existem no mesmo reino da certeza como escalonamentos clássicos, mas em vez disso enfatizam a velocidade de crescimento sobre eficiência. Seus métodos são menos certos, mas porque o próprio mercado é certo, os riscos que eles assumem são um tanto previsíveis. Como prova, as empresas Fastscaling têm facilidade para obter financiamentos.

Blitzscaling: Blitzscalers percebem que diminuir sua taxa de queda do penhasco significa que você ainda está descendo, e que o fundo é na verdade um poço de espinhos. Então, a menos você se agarre a motores a jato ou outro sistema de propulsão, você vai encontrar sua morte! A diferença, é que neste caso, você nunca está totalmente certo sobre o seu encaixe de produto/mercado ou métodos de crescimento, então você acaba arriscando muitos recursos e tentando vários métodos e opções ao longo do caminho, esperando que uma leve à “decolagem”. Significado: maior risco, mas para maior recompensa potencial.

Perguntas para reflexão

1. Qual é o seu mercado? Qual é o tamanho desse mercado?

2. Que problema você está tentando resolver para esse mercado? O mercado já expressou a necessidade dessa solução?

3. Que métodos você usará para o crescimento? Quão propício para esse tipo de crescimento é esse mercado?

A GRANDE IDEIA #2: A MELHOR DEFESA? UM BOM ATAQUE

A guerra de raios

O termo Blitzscaling é derivado do termo blitzkrieg, uma palavra alemã que se refere as táticas militares para subjugar um oponente com rapidez, ofensivas estratégicas visando locais-chave. Um blitzkrieg procura criar um impacto duradouro de confusão e terror entre aqueles que foram alvejados. Em última análise, surpreender o exército adversário.

O mesmo vale para Blitzscaling de uma empresa. Blitzscaling tem um efeito semelhante sobre os concorrentes dentro uma indústria ou mercado. Todos nós já experimentamos o poder de ruptura moderna por novas empresas de tecnologia. Blitzscaling, porém, também envolve iteração. Esta tática, na verdade, pode ser forte o suficiente para destronar líderes da indústria em mercados pelos quais eles reinaram décadas. Pense: Netflix em vez de Blockbuster.

Embora isso não seja tudo. Se você conseguir usurpar os poderes constituídos, Blitzscaling também oferece uma série de benefícios defensivos subsequentes.

Por causa do ritmo em que você está escalando, desrespeitando as regras e inovando, os concorrentes começarão a gerenciar reativamente, de acordo com o que você faz, em vez de melhorar ofensivamente seu próprio serviço ou produtos.

Você terá causado confusão em seus corações e arruinou completamente seus planos estabelecidos para crescimento. Lembre-se também: os investidores são muito mais prováveis de dar seu dinheiro aos líderes de mercado, então, quando você faz uma blitz rápida e forte o suficiente, você pode se encontrar não só no topo da colina, mas sentado em cima de uma pilha de dinheiro!

O ataque dos clones

A origem do Airbnb é uma história clássica de alguns caras começando em uma garagem. Bem, era na verdade a sala de estar deles, é uma história clássica, no entanto …

Os fundadores Joe Gebbia e Brian Chesky não conseguiram pagar o aluguel, então eles convidaram as pessoas para dormir em sua casa no quarto em um colchão de ar por uma pequena taxa. Eles perceberam quão lucrativo o modelo poderia se tornar, e dentro 6 meses eles contrataram um Diretor de Tecnologia.

Dois anos depois, eles tinham mais de 10.000 usuários registrados e hospedados em milhares de locais diferentes. UMA alguns anos depois disso? O problema chegou.

Em 2011, os fundadores receberam uma oferta de três notórios ex-investidores do Facebook – irmãos da Alemanha. Os Samwers se tornaram podres de ricos por criar, investir e vender cópias de carbono de disruptores americanos de sucesso. Eles queriam 25% do Airbnb em troca da aquisição do Wimdu, um Clone do Airbnb alemão com quase 10 vezes o tamanho do seu homólogo americano.

Agora você deve entender, a Europa é um mercado aquecido para turismo e hospitalidade, então Chesky e Gebbia tiveram uma decisão muito séria de fazer. Aceitar ou lutar? Bem, o resto é história.

Em vez de se submeter, eles se comprometeram a expandir além dos EUA em seus próprios termos. Dentro de um ano, eles adquiriram um concorrente menor na Alemanha, efetivamente desafiando os desafiadores e abrindo escritórios em 10 grandes centros europeus. Mas eles eram apenas capazes de fazer isso por Blitzscaling. Se eles tivessem escalado normalmente ou mesmo “rapidamente”, eles teriam perdido a guerra.

Com o blitzscaling, o Airbnb superou um enorme capital e déficit geográfico, e colocou o Wimdu e vários outros concorrentes em seus calcanhares enquanto cresciam rapidamente em todo o mundo.

Perguntas para reflexão

1. Quem são seus principais concorrentes no setor e há quanto tempo eles existem? Quão grandes eles são comparados a você? Descreva suas marcas.

2. A sua indústria está bem estabelecida? Quais práticas e procedimentos são considerados parte da identidade do setor?

3. Se você quiser superar seus concorrentes, será necessário usar o Blitzscale?

Precisa de ajuda com a sua equipe de trabalho?

Conheça nossas mentorias.

A GRANDE IDEIA #3: ITERAÇÕES

Feedback loops

Se você ainda não percebeu, a incerteza é um elemento bastante importante do processo de Blitzscaling. Na verdade, não se trata apenas do mercado e de fatores externos, isso deve causar incerteza, até o seu próprio produto e decisões às vezes – na maioria do o tempo. No entanto, como estabelecemos, o risco no processo de rápido crescimento da empresa pode significar ótima recompensa a longo prazo.

Um risco comum assumido por Blitzscalers é que muitas vezes é lançado um produto que está longe de ser perfeito. Longe de perfeito. Na verdade, vamos dizer que eles costumam lançar produtos que são completamente embaraçosos. A justificativa para isso é que você não pode realmente saber como as pessoas vão responder a qualquer produto até que esteja em suas mãos. Então coloque o produto em suas mãos rapidamente, colete dados e feedback com base em suas experiências e, em seguida, revise, atualize e itere com base nesse conhecimento.

Claro, você pode perturbar o mercado, oferecendo algo menos do que estelar, mas isso ainda é um ponto de dados. Lembre-se: o feedback é melhor do que nenhum feedback. Nas palavras do maior atleta de todos os tempos, Michael Jordan, “Você perde 100% das fotos que você não tira.”

Muitos de nós que usamos o Facebook hoje o fazemos principalmente por meio de seu aplicativo móvel. Você sabia que (ironicamente) Zuckerberg e sua equipe tiveram muita dificuldade para criar um produto móvel viável?

A rede social

Embora o Facebook sempre tenha tido sucesso como rede social acima de tudo, a história da empresa é na verdade, muito mais complexa do que a superfície implica. Quem viu The Social Network com Jesse Eisenberg sabe que o Facebook veio de livros de rosto, que eram os bancos de dados digitais de algumas faculdades americanas usadas como listas de seus alunos.

Inicialmente, Zuckerberg propôs uma versão um pouco mais ampla de tal sistema de alunos para conectar a faculdade. Embora eventualmente tenha ficado claro que suas ambições precisavam ser ainda mais amplas em escopo, então ele expandiu seu mercado para incluir a todos.

Quando ficou claro que o celular era a nova maneira de navegar na internet, Zuckerberg eventualmente cessou todo o desenvolvimento de novos produtos em favor de dedicar os desenvolvedores à criação de um ótimo produto para dispositivo móvel. O Facebook também adquiriu o Instagram, que surgiu como uma grande ameaça às redes sociais no celular.

E outra atualização iterativa anterior para o Facebook foi a adição de um feed de notícias (em oposição a apenas notificações personalizadas). Este feed de notícias se assemelhava muito ao twitter e agora é uma das razões que mais de 80 por cento da receita dos anúncios do Facebook vem de usuários móveis!

Moral da história? Enquanto você está em Blitzscaling, você pode precisar iterar seu produto de uma forma incrivelmente intensa. Não tenha medo disso. A iteração rápida é uma característica do Blitzscaling.

Perguntas para reflexão

1. Que pontos problemáticos você vê em seu setor que podem criar oportunidades de ruptura? Liste todos eles e esteja preparado para atacar um após o outro!

2. Pense na história do Airbnb. É quase certo que você não é o único concorrente em ação em seu setor. Quem são os outros? Internacionalmente? Algum deles é digno de sua atenção? Digno de aquisição?

A GRANDE IDEIA #4: FATORES CHAVE DE CRESCIMENTO

O modelo importa

As empresas de maior sucesso da última década inovaram seus modelos de negócios, bem como seus produtos. Embora não haja nenhum verdadeiro tamanho único para modelo de negócio, você deve ficar de olho nos seguintes 4 fatores ao criar o seu:

1. Tamanho do mercado: este é bastante óbvio, então não se esqueça disso! Muitas startups hoje usam uma métrica conhecida como TAM: mercado total disponível. Raramente você pode calcular TAM com perfeita precisão, mas sem pelo menos uma vaga compreensão do tamanho da sua paisagem, você pode estar perdendo seu tempo inteiramente. Você não pode fazer Blitzscale se o mercado não for grande o suficiente, mas você definitivamente não deve começar tão amplo quanto “o mundo todo” também!

2. Distribuição: há uma razão para a maioria das principais empresas hoje serem empresas de tecnologia: os custos de distribuição são geralmente próximos a US $0, pois não é preciso muito para entregar um software ou serviço baseado em site. Embora haja exceções a esta regra, até mesmo o mais óbvio (Amazon) ainda tira vantagem de hacks de crescimento de tecnologia: primeiro, é sempre uma boa estratégia para alavancagem utilizar uma rede existente, facilitando um serviço. No caso da Amazon, eles compraram a Whole Foods, e agora oferecem diferentes métodos de distribuição de mantimentos.

3. Depois, há a viralidade: muitas empresas de tecnologia com aplicativos descobriram que incentivar a adoção de seu serviço é incrivelmente fácil se eles aproveitarem o compartilhamento de pares. Amazon permite alguma forma de compartilhamento com associações Prime, Audible, Whole Foods e eles fizeram uma série de promoções encorajadoras a disseminação de seus diversos serviços. Eles também fazem 150% de seus lucros com o serviço B2B de compartilhamento de nuvem AWS. Significado: o resto de seus negócios perdem dinheiro.

4. Margens brutas altas: a margem é o total de vendas que você ganhou menos o custo dos produtos vendidos. No caso da distribuição, as empresas de tecnologia têm bom desempenho nesta métrica, como o custo do bem (uma vez que tenha sido codificado, desenvolvido ou criado) é mínimo. Porque margens brutas mais altas geram maior geração de caixa, esses tipos de empresas são geralmente consideradas alvos atraentes também para os investidores. No entanto, alguns dos Blitzscalers mais bem-sucedidos sacrificam as margens em favor de uma maior participação de mercado. Amazon é notória por fazer isso – vender mercadorias com prejuízo para garantir que os clientes migrem para seus sites e, finalmente, estão fisgados quando eles retornam aos preços normais.

5. Efeitos de rede: descreve a capacidade de um serviço em aumentar o valor para os usuários quando outro usuário se envolve com ele. Na verdade, este é tão importante que uma grande ideia foi dedicada inteira a ele.

Perguntas para reflexão

1.Tente calcular seu TAM. É substancial? Observação: Não baseie seu número no mercado total atualmente mantido por operadores históricos do setor! Pense “o que é possível?”

2. Qual é o seu produto ou serviço? Simples, mas uma das considerações mais significativas.

3. Como é o seu sistema de distribuição? Você pode aproveitar as promoções ou outro serviço como um meio de escalar?

4. Como você espera que a margem bruta fique? Você vai gerar caixa ou tentar conquistar o mercado?

A GRANDE IDEIA #5: EFEITOS DE REDE

Me envie um fax

Para um exemplo simples do poder e impacto de efeitos de rede, vamos dar uma olhada nas máquinas de fax. Sim, elas podem estar se movendo na direção da obsolescência, mas: se apenas uma pessoa tiver uma máquina de fax, é totalmente inútil porque ele não têm ninguém para enviar ou receber. Se duas pessoas tem aparelhos de fax, a tecnologia torna-se útil para essas duas pessoas, mas apenas marginalmente porque quantas coisas você pode enviar e receber via fax. Mas se três, quatro e mais pessoas adotam aparelhos de fax, uma comunidade começa a se desenvolver em que todos podem adotar práticas e sistemas que se baseiam na capacidade aprimorada de enviar documentos por telefone.

Novamente, este é um exemplo simples, mas pode ser dimensionado para a maioria dos negócios hoje. Hoffman identificou 5 tipos diferentes de efeitos de rede usados ​​por empresas modernas:

1. Efeitos diretos de rede: o Facebook permite que os usuários se comuniquem diretamente e adicionem conteúdo a uma linha do tempo, que cria valor para praticamente todos em sua rede. Máquinas de fax e mensagens simples são aplicativos que também estão nesta categoria.

2. Efeitos indiretos de rede: Quando um sistema operacional ou algo semelhante é amplamente adotado, terceiros são encorajados a desenvolver suas próprias contribuições criativas. Isso é visto em aplicativos entregues por meio da Apple Store, ou conteúdo criado para a Internet.

3. Efeitos de rede nos dois lados: alguns produtos e plataformas servem categorias complementares de usuários, como hóspedes e viajantes no Airbnb. Um aumento na base de usuários agrega valor para os dois lados.

4. Efeitos de rede local: Produtos que incentivam a adoção em uma rede localizada, normalmente entre famílias ou amigos próximos. Lembra dos seus “Cinco” principais contatos da Motorola?

5. Compatibilidade e padrões: Como um produto ou serviço universalmente usado reúne mais e mais adoção, ele pode assumir o status de padrão. Então, qualquer pessoa que executa a ação pelo produto ou serviço vai vê-lo como a única opção, e os concorrentes serão, portanto, forçados a abraçar seu formato ou padrão. Um ótimo exemplo é o Microsoft Office e Word.

Os efeitos de rede têm tudo a ver com a viralidade. O mais simples, a maneira mais eficaz de escalar sua base de clientes é capacitar os usuários a agregar valor uns aos outros, ou incentivar o compartilhamento do seu serviço.

Um jeito fácil para começar é vincular seus produtos diretamente às redes sociais ou serviços de mídia, para que os usuários possam compartilhar instantaneamente suas experiências para toda a sua rede.

Perguntas para reflexão

1.Para quais serviços ou produtos você está criando valor ativamente? Você pode nem perceber que está fazendo isso!

2. Seu produto permite a criação de valor interno? Se não, como você pode habilitar isso?

3. Quais são algumas maneiras de incentivar os clientes a convidar seus amigos para o seu serviço? Bônus de indicação? Benefícios mútuos?

A GRANDE IDEIA #6: LIMITADORES DE CRESCIMENTO

Inteligência de rede

Blitzscaling – ou qualquer tipo de escalonamento – vai ser caro e talvez impossível se você não tiver adequação do produto ao mercado. Abordamos isso brevemente já, mas vale a pena voltar por conta de sua importância suprema. Existem dois grandes limitadores de crescimento que você deve contornar se quiser fazer Blitzscale e falta de adequação do produto ao mercado é o primeiro.

Embora você possa identificar facilmente exemplos de encaixe de produto/mercado apenas olhando para os sucessos no mercado hoje, você precisa de algo mais do que apenas a garantia de encaixe. Especialmente se você estiver começando uma nova empresa, você precisa da vantagem de ter uma oportunidade não óbvia ou abordagem de mercado única. No final do dia, isso – encontrar o seu algo único, vantagem não óbvia – é talvez o maior desafio que você enfrentará. Em uma pergunta: o que o torna melhor do que os seus concorrentes?

Então, não enfrente isso sozinho! Aproveite a sua inteligência de rede. Esse é um termo cunhado por Hoffman e Yeh em seu livro anterior, A Aliança. Refere-se à experiência coletiva representado pela rede combinada de todos os membros da empresa. Mesmo que você tenha apenas sua equipe principal dos fundadores, certifique-se de estender a conversa em torno do design do seu produto em cada extremidade dessa rede. Quanto mais experiência e conhecimento você puder injetar em seu desenvolvimento de produto, melhor.

O segundo limitador de crescimento é a escalabilidade operacional. Simplificando: presumindo que você jogou suas cartas de Blitzscaling corretamente – você pode crescer? Lembre-se, Blitzscaling é crescer com a quebra de recorde de velocidade. Lidar com esse crescimento interno (de um perspectiva organizacional) pode ser tão difícil quanto escalar sua linha superior ou base de clientes. São duas frentes operacionais que você deve garantir que possam lidar com o rápido crescimento.

Frentes operacionais

Escalabilidade de pessoal: quando as startups começam, eles normalmente têm uma equipe coesa com uma visão unificada. Em outras palavras, não há muita necessidade de gerenciar funcionários porque todos são amigos e existem apenas alguns relacionamentos de qualquer maneira. Contudo, assim que você começar a adicionar novos funcionários, a equação de gestão muda drasticamente. O número de relacionamentos sendo formados cresce exponencialmente.

A outra limitação potencial para Blitzscaling é se você arquitetou a infraestrutura de uma empresa que pode suportar velocidades de crescimento recordes. A infraestrutura pode se referir às demandas físicas de espaço, como instalações para escritórios, armazenamento e distribuição e semelhantes. Mas o termo também se refere a que tipo de recursos e ferramentas digitais sua empresa precisa operar.

Então, por exemplo, quão poderoso precisa ser o sistema de servidor para sua plataforma acomodar seus usuários crescentes, e que tipo de armazenamento digital você precisa para fazer backup de todos os seus dados?

Vários sucessos iniciais da Internet, como Friendster, sucumbiram à infraestrutura deficiente.

A Amazon, por outro lado, é sem dúvida o melhor exemplo de sucesso na alavancagem operacional e escalabilidade. Com mais de 500.000 funcionários, não é à toa que eles foram capazes de incorporar o termo “Loja de tudo.” Eles alocaram seus recursos de forma que Amazon Web Services se tornou o maior ganhador da empresa, mas eles nunca desistiram de sua proeza original no transporte físico. Amazon tem quase 100 centros de distribuição nos EUA, que reduz drasticamente os tempos de envio em todo o país. Eles também conseguiram ativar o Prime Now, envio no mesmo dia na maioria das grandes cidades, e seus centros de triagem permitem que enviem pequenos pacotes por cerca de US $ 1,00 por meio do USPS.

Perguntas para reflexão

1.Quantas pessoas são necessárias para gerir o seu negócio tal como está agora? À medida que você conquista mais clientes, como esse número mudará? O que você pode terceirizar?

2.Quanta experiência sua equipe atual tem trabalhando em organizações maiores?

3.Que tipo de conexões sua equipe tem com outros empreendedores e construtores de negócios de alto poder? Como você pode alavancar essas conexões?

4.Que tipo de infraestrutura é necessária para operar seu negócio atual e como isso irá crescer?

Reid Hoffman - Blitzscaling
Chris Yeh e Reid Hoffman - Autores do livro Blitzscaling

A GRANDE IDEIA #7: O PAPEL DO FUNDADOR

De família a nação

Para entender como o papel de um fundador muda quando uma empresa Blitzscales, é importante primeiro entender como esse crescimento funciona.

Existem 5 estágios de crescimento e tamanho da empresa, cada um maior que o outro por um fator de 10:

1. Família: Cerca de 1 a 9 pessoas. <10M receita. A família é como a maioria das startups se parece bem no início. Na verdade, muitos estão entre 2 e 6 pessoas operando fora de uma residência familiar real! Você e sua equipe estão fazendo tudo nesta fase.

2. Tribo: 10-99 funcionários. Mais de 10 milhões de receita. Empresas do tamanho de uma tribo normalmente operam a partir de um único espaço de escritório e pode terceirizar certos aspectos de suas operações.

3. Aldeia: Centenas de funcionários. Mais de 100 milhões de receita. Agora você provavelmente tem um HQ e vários escritórios satélite. Nesta fase, os fundadores não têm mais pontos de contato e relacionamentos com todos os funcionários.

4. Cidade: 1.000 funcionários. Receita 1B. Com cidades, a comunicação mudou sistematicamente, geralmente há uma divisão de gerenciamento robusta e você começa a ver sua empresa impactando a sociedade.

5. Nação: 10.000 funcionários. Mais de 10 bilhões de receita. Com esse tamanho, você quase certamente está operando internacionalmente e com uma série de afiliados, subsidiárias e semelhantes. Agora você tem um distinto impacto nacional, senão global.

Faça crescer

Na fase familiar, o fundador é totalmente responsável para fazer o Blitzscaling acontecer. Eles tomam cada decisão principal, implementam estratégias e garantem que o produto seja projetado de forma que o crescimento em alta velocidade seja possível.

Quando você se torna uma tribo, não é mais possível para você, como fundador, ter suas mãos, ou sua mente, envolvidas em todas as alavancas de crescimento que precisam ser puxadas. Você provavelmente tem uma equipe de executivos que você gerencia diretamente.

Quando você se torna uma organização de centenas de funcionários, o impacto direto do seu trabalho torna-se muito mais difícil de ver. Seu foco agora está mais em desenho organizacional e criação de sistemas e procedimentos que são mais propícios ao Blitzscaling.

No estágio da cidade, o fundador passa de ativamente para passivamente orientar a empresa. Agora, você principalmente deve tomar decisões sobre os principais objetivos e estratégias. O poder de aprovação é essencial nesta fase.

Finalmente, os líderes das nações têm um papel único na estrutura de Blitzscaling. Empresas com 10.000 funcionários demandam uma gestão tradicional até certo ponto. No entanto, o fundador ainda se dedica à iteração princípio do Blitzscaling e, portanto, tomará decisões de desenvolvimento que tornarão o produto de alto nível que levem ao rápido crescimento periódico.

Perguntas para reflexão

1.Quem são alguns de seus CEOs e líderes de negócios favoritos? Você sabe como eles cresceram até o status atual?

2.Que diferentes estágios de crescimento você experimentou em diferentes empresas ou organizações? Como você percebeu o impacto diário do fundador?

3.Em que estágio está sua empresa agora?

A GRANDE IDEIA #8: TRANSIÇÕES CHAVE

(R)evolução do negócio

Seu papel como fundador não apenas mudará; procedimentos gerais, princípios e o estilo de gestão da empresa também passarão por uma série de transições. Na verdade, a inovação da gestão é chave para estimular o Blitzscaling.

Existem 8 transições chave pelas quais sua organização passará conforme você escala:

1. Pequenas equipes para grandes equipes: Pequenas equipes geralmente prosperam com autonomia e espontaneidade, como todos podem ser gerenciados pelo mesmo indivíduo ou corpo unificado. No entanto, suas equipes crescerão e irão se assemelhar mais com departamentos e será necessário manter eles alinhados com a missão e valores fundamentais da organização.

2. Generalistas para especialistas: Mesmo que todos sejam especialistas na fase familiar, vocês serão forçados a operar como generalistas. Em algum lugar no estágio da tribo, porém, você começará a transição para a contratação de especialistas. Generalistas são normalmente responsáveis por identificar oportunidades de crescimento, enquanto especialistas fazem acontecer.

3. Colaboradores para gerentes para executivos: Funcionários encarregados de outros funcionários crescerão hierarquicamente como o próprio negócio. No início, há pouca hierarquia entre o pessoal. Eventualmente, os gerentes devem supervisionar as equipes de funcionários dedicados a uma tarefa. Finalmente, os executivos monitoram diferentes ramos da empresa, dentro dos quais vários gerentes estão gerenciando equipes.

4. Diálogo para broadcasting: A comunicação individual é suplantada por ferramentas de mensagens e bancos de dados tornam-se necessários na etapa inicial da tribo. Eventualmente, sua empresa também pode precisar distribuir seu próprio sistema de conteúdo, como um boletim informativo, para manter a cultura da empresa de forma eficaz.

5. Inspiração para dados: No estágio de aldeia, você certamente deve ter coletado dados robustos de usuários de seus produtos. Você não está mais operando em uma esperança e um sonho, mas com análises empíricas sobre o que as pessoas querem.

6. Foco único para multi-threading: Multithreading geralmente não se torna necessário para Blitzscaling até a fase da cidade, mas lá é virtualmente obrigatório. Para ir de 1.000 a 10.000 de funcionários, é mais do que provável que você tenha a transição de um produto (seu produto “principal”) a outros produtos e serviços. Isso pode envolver desenvolvimento, ou mesmo aquisições.

7. Pirata para Marinha: Para Blitzscale, nos estágios iniciais, você pode ter que cometer piratarias metafóricas para quebrar as regras. Embora se você crescer o suficiente, você terá que se defender simultaneamente de ataques de outras empresas. Isso é mais parecido com o papel de uma Marinha defendendo seu país.

8. Fundador para Líder: Como um fundador, você entrega a visão e você faz a maior parte do trabalho inicial tentando alcançar o crescimento. Mas para crescer para uma cidade ou ser líder nacional, você deve necessariamente delegar efetivamente. Significado: contratar pessoas que ampliem suas próprias habilidades e continuem a se educar conforme o negócio se desenvolve.

Perguntas para reflexão

1.Você é generalista ou especialista?

2.Quem você precisa contratar para levar sua empresa à próxima fase de crescimento? Quem você precisa contratar para ajudá-lo a se tornar um grande líder?

3.Quais são algumas verticais ou linhas de produtos adjacentes em que você pode ver sua empresa se envolvendo ao fazer a escala?

4.Você está na fase de inspiração ou de dados? Como você pode garantir que os dados coletados se alimentem da (e para) a inspiração que ajudou a lançar a empresa?

A GRANDE IDEIA #9: CONTRA-INTUIÇÃO

Seja contrário e certo

O Blitzscaling de sucesso envolve seguir uma série de regras contra-intuitivas testadas e verdadeiras sobre desenvolvimento de negócios. Claro que não há razão para comportar-se gratuitamente de maneiras que incomodam os funcionários, clientes, e até você mesmo … Mas, se você estiver crescendo rapidamente, sacrifícios devem ser feitos. Aqui estão as categorias em que esses sacrifícios se enquadram:

1. Abrace o caos: Se você está crescendo em uma taxa nunca antes vista, as coisas vão ser caóticas. No geral, você experimentará desorganização e insatisfação entre aqueles ao seu redor enquanto você escolhe velocidade, mas isso deve servir de inspiração.

2. Contrate o Sr. Agora em vez do Sr. Certo: As decisões típicas de contratação são feitas em favor do candidato com maior probabilidade de ser um benefício de longo prazo para a empresa. Quando Blitzscaling, no entanto, é uma maior prioridade encontrar alguém que adiciona valor imediato. Portanto, você deve procurar o candidato quem está ciente do que está se metendo.

3. Procure má gestão: em vez de estabelecer as melhores práticas e regularidade entre seu pessoal e estrutura organizacional, você irá normalizar momentos de surpresa e mudança.

4. Lance um produto que o envergonhe: Se você lança um produto que não o preocupa sobre como você será visto como um líder, você liberou muito tarde. Enfatize a velocidade no lançamento de produtos, para que você possa coletar dados o mais rápido possível. Libere algo primeiro, depois você pode iterar até a versão final ideal.

5. Deixe o fogo queimar: Você leu certo! Algum problemas simplesmente não valem a pena consertar enquanto você está com foco no crescimento. Agora, você não deve deixar TODOS os fogos queimarem. Mas se algo não vai destruir a empresa agora, provavelmente não importa. Priorize o que você faz na seguinte ordem: distribuição mais importante, depois produto, modelo de receita, depois operações, competições e o que vier depois disso.

6. Faça o trabalho que não é escalonável: alguns o ajudam fazer (código que você escreve, processos que você implementa, sistemas que você cria) devem ser “hacks” temporários para você até o próximo nível. Sistemas destinados a ajudá-lo a crescer permanentemente provavelmente leva muito tempo para serem desenvolvidos no início.

7. Ignore seus clientes: Isso é principalmente uma solução de fase inicial, mas é uma boa solução. A maioria os problemas do cliente são simples o suficiente para que eles possam ser resolvidos sem intervenção de um funcionário. Promova comunidades de clientes que se ajudem antes de estabelecer políticas robustas de atendimento ao cliente.

8. Arrecade muito dinheiro: Preciso dizer mais? Mais dinheiro significa que você pode responder melhor a circunstâncias imprevisíveis!

9. Evolua sua cultura: aqueles que começam no estágio familiar são altamente propensos a determinar o que o cultura da sua empresa parecerá no futuro. Esteja pronto para mudar para novos sistemas de comunicação, e nunca se contentar com homogeneidade entre sua força de trabalho!

Perguntas para reflexão

1.Em sua experiência anterior, você se preocupou em resolver problemas ou abordar os problemas dos clientes? Que progresso você sacrificou para lidar com essas coisas?

2.Quando você trabalhou em busca de soluções temporárias? Em vez de gastar mais tempo procurando uma solução de longo prazo.

3.Você já trabalhou em um ambiente caótico? Pareceu certo ou errado? O caos era intencional para Blitzscale?

A GRANDE IDEIA #10: SE DEFENDENDO DE BLITZSCALERS

Vença-os..

Atenção, você não é a única pessoa que vai ler este livro e, em seguida, desenvolver aspirações para Blitzscaling. Haverá outros, e alguns já estão lá! Então você quer estar preparado para responder a este novo modelo que altera a indústria e a economia de desenvolvimento de negócios. Se você for pego dormindo por um Blitzscaler, seu negócio pode entrar em um sério problema.

Lembre-se de que quando se trata de Blitzscaling, a melhor defesa é um bom ataque. Então, se você não está fazendo blitzscaling agora, vá em frente! A “vantagem do primeiro escalador” é a ideia de que o primeiro a escalar em um determinado mercado recebe uma enxurrada de benefícios e vantagens que são quase impossíveis de combater. Nós já abordamos o fato de que os concorrentes podem rapidamente perder o rumo quando veem que você está em Blitzscaling.

Mas não são apenas concorrentes, investidores e consumidores que verão você crescendo em um ritmo vertiginoso, potenciais funcionários também. Como redes locais de talentos (faculdades e universidades, bem como funcionários de concorrentes) verão você crescer, eles se reunirão para se juntar à onda. Isso significa que você vai começar a extrair de um conjunto muito mais diversificado e robusto de talentos do que você teria sido capaz de outra forma.

O mesmo pode ser dito sobre o capital. Os investidores gostam de crescimento comprovado, então seu rápido sucesso certamente atrairá fluxo de caixa!

Ou junte-se a eles

Se você tiver capital suficiente e uma substancial liderança no mercado, você pode considerar comprar concorrentes de Blitzscaling. Isso acontece frequentemente no reino das grandes tecnologias. Amazon possui Zappos, o Facebook é dono do Instagram, a Microsoft é dona do LinkedIn e muitos, muitos mais. Fusões e as aquisições são partes naturais da iteração e do multithreading. Lembre-se: com Blitzscaling, tudo está na mesa.

Se tudo mais falhar e você perder a batalha para outro Blitzscaler, sempre há a opção de migrar para outro mercado saliente. IBM, uma das elogiados poucas empresas de tecnologia de US $ 100 bilhões, é provavelmente o exemplos mais conhecido de um sucesso de migração de mercado. Por anos, a IBM dominou a indústria de computação, até que os Blitzscalers começaram devorando o mercado na década de 1990. Depois de vários bilhões de dólares em perdas seguindo o altamente antecipado lançamento do System/360, o recém-nomeado CEO Lou Gerstner “pivotou” a empresa, criando sistemas de software de integração e produtos consultivos.

Para conseguir isso rapidamente, a IBM comprou a consultoria PricewaterhouseCoopers e descarregou seu pessoal do ramo de computação. Imagine se a Blockbuster tivesse feito o mesmo quando a Netflix começou sua ascensão!

Perguntas para reflexão

1.Quais são os tipos de pessoas que você precisará contratar quando sua empresa crescer? Onde você pode encontrar os membros mais talentosos desse grupo?

2.Iniciar! Anote os primeiros passos que você precisa dar para o Blitzscaling de seu local atual. Então, faça o primeiro hoje!

Finalizando

Todo empreendedor ou fundador aspira construir a próxima empresa matadora, como Spotify, Netflix e Airbnb. No entanto, são poucos os que realmente conseguem fazê-lo. Dessa forma, o que separa as startups que se estagnam e desaparecem das que se tornam gigantes globais?

Segundo Reid Hoffman o objetivo do blitzscaling não é ir de zero a um, mas de um a um bilhão o mais rápido possível. Chegar ao próximo estágio de crescimento de um negócio requer estratégias muito diferentes daquelas que o levaram até onde você está hoje. Não importa se sua empresa tem dez ou dez mil colaboradores, “Blitzscaling” é obrigatório para vencer em um mundo em que a velocidade é a maior vantagem competitiva.

Muito legal não é mesmo? Espero que você tenha gostado do conteúdo e também das dicas.

Um grande abraço e até a próxima!

Contribuição de:

Teste grátis nossa plataforma com a sua equipe por 7 dias, sem custos, sem cartão de crédito.

Aprenda a construir uma cultura que valorize sua marca, resolva os problemas de gestão, melhore os resultados dos negócios e atenda ao propósito da sua organização.

Está gostando desse conteúdo? Temos uma dica para você!

Faça uma análise gratuita do seu engajamento e da cultura da sua equipe de trabalho!

Faça um tour pela Amo Onde Trabalho totalmente de graça, conheça como a plataforma funciona e quais os benefícios que ela pode trazer para a sua equipe de trabalho!

Conheça, não custa nada :)

× Fale com a gente!