Gamification: A resposta para a falta de engajamento no trabalho?

A palavra Gamification é um termo em inglês para o uso de mecânicas de jogo, em diferentes contextos e atividades, sem ter como objetivo o entretenimento.

Gamification engaja e motiva as pessoas a realizarem atividades utilizando mecânicas habitualmente vistas em jogos, como por exemplo distintivos, pontos, níveis, rankings e muito mais.

Você ainda possui algum item que guardou anos atrás devido a ele representar alguma conquista que foi importante para você?

Pode ser um troféu, o primeiro cartão recebido da namorada ou algum item de um amigo.

As vezes guardamos coisas sem valor financeiro pois elas possuem um valor muito maior, elas representam um momento especial na nossa vida.

Um momento de conquista!

Conquistas continuam motivando as pessoas, porém a forma com que isso vem sendo aplicado mudou bastante devido a tecnologia e ao aspecto social que ela trouxe.

Se eu falasse para você que muitas empresas estão conseguindo impulsionar a inovação justamente por utilizar gamification?

Se eu falasse para você que gamification além de aumentar o engajamento, também pode ser usada para incentivar uma mudança de comportamento?

Se eu falasse para você que gamification pode ser usada para motivar o desenvolvimento de uma habilidade?

Você teria interesse em conhecer?

Espero que sim, vamos lá!

O que você pode esperar desse conteúdo

Gamification não é difícil de ser entendida, mas não é fácil de ser aplicada.

É necessário ter o entendimento de alguns conceitos para que seja possível criar um sistema eficiente de gamification.  

Também é preciso conhecer bem o contexto em que se quer aplicá-la.

Nesse primeiro conteúdo sobre o assunto, o meu foco vai ser detalhar os conceitos e também quais os melhores contextos para o uso de gamification.

A parte prática e o passo a passo fica para o próximo conteúdo sobre o assunto. 

O significado de gamification

Gartner definiu Gamification da seguinte forma.

É o uso de mecânicas de jogo para impulsionar o engajamento em cenários de negócios não relacionados a jogos e para mudar comportamentos em um público-alvo para alcançar resultados de negócios.

Muitos tipos de jogos incluem mecânicas de jogo como pontos, desafios, rankings, regras e incentivos que tornam o jogo divertido.

Aplicar gamification envolve:

  • Criação ou adaptação da experiência do usuário a determinado produto, serviço ou processo;
  • Intenção de despertar emoções positivas;
  • Explorar aptidões pessoais;
  • Atrelar recompensas virtuais ou físicas ao cumprimento de tarefas.
Gamification

Em nosso trabalho, muitas vezes não sabemos as regras, as metas não são claras e a maneira de alcançá-las é desconhecida.

As ações que fazemos não costumam receber feedback, e as recompensas, quando existem, podem demorar muito a chegar.

Dessa forma é compreensível que gamification esteja sendo amplamente utilizada atualmente.

Ela pode ajudar a saciar de modo mais simples, rápido, claro e eficiente essa constante busca por conquistar ou cumprir objetivos.

Motivando jogadores a atingirem suas metas

Apesar do nome, gamification não se trata de fazer atividades parecerem divertidas como um jogo de videogame.

Se trata de motivar as pessoas a atingirem suas metas.

Mas claro que existem algumas similaridades entre jogos de videogame e gamification:

  • Ambos conseguem engajar os jogadores de forma voluntária.
  • Ambos usam mecânicas como pontos, fases e rankings.
  • Passam a sensação de progressão quando avançamos para o próximo nível.

A principal diferença entre eles seria a forma de engajamento:

  • Jogos de videogame engajam para entreter os jogadores.
  • Gamification engaja em nível emocional para motivar.

As chances de você já ter utilizado alguma solução com gamification é grande, várias empresas já estão inserindo esse tipo de mecânica nas suas soluções.

Se você já utilizou o Duolingo por exemplo, vai saber do que estou falando.

Quando nós somos apresentados a um desafio prático e encorajados enquanto avançamos, acabamos ficamos emocionalmente engajados a fazer nosso melhor.

No texto que fiz sobre Kudo Cards eu citei como a motivação intrínseca é importante.

Motivações extrínsecas, como dinheiro por exemplo, não são suficientes para sustentar engajamento, e a longo prazo acabam gerando efeito contrário.

Recompensas intrínsecas sustentam o engajamento pois as pessoas são engajadas em nível emocional.

Gamification faz exatamente isso!

Gamification em diferentes contextos 

O legal é que gamification pode ser aplicado em diferentes contextos, muitos professores estão usando essa tática para aumentar o engajamento de alunos.

No contexto empresarial podemos aplicar para engajar os colaboradores a buscar a inovação, motivá-los a desenvolver uma habilidade ou mudar um comportamento.

5 Aspectos positivos de jogos no contexto corporativo
5 Aspectos positivos de jogos no contexto corporativo

Eu mesmo já utilizei gamification para tentar aumentar o engajamento de todos em realizar mais reconhecimentos aos colegas.

Minha intenção era reforçar na equipe o comportamento de reconhecer as boas ações e resultados alcançados pelos colegas.

Fazendo isso diariamente, com o tempo isso passa a ser incorporado na cultura da equipe.

Gamification é bastante utilizada em marketing e vendas também para obter, engajar e manter clientes.

Que tal utilizar gamification para fazer um processo de gestão de mudança necessário na sua empresa?

Ou utilizar gamification na gestão de projetos?

As possibilidades são muitas!

Os problemas da falta de engajamento no trabalho

Os problemas que a falta de engajamento trazem tanto para a empresa quanto para o profissional são muito grandes.

O engajamento é o comprometimento e envolvimento emocional do profissional com a empresa.

5 sinais da falta de engajamento no trabalho
5 Sinais da Falta de Engajamento no Trabalho

Acho importante destacar uma coisa, um profissional desengajado não é a mesma coisa que um profissional ruim.

Muitas vezes aquele que poderá ficar desengajado no ambiente de trabalho é o melhor profissional.

Muitas vezes também a maior responsabilidade por esse fato pertence a empresa e não ao profissional.

Gamification pode ajudar nisso.

Como Gamification trabalha a motivação das pessoas

Vários estudos, incluindo esse livro de Daniel Pink, mostram que motivadores intrínsecos possuem 3 elementos principais.

Autonomia: o desejo que temos de dirigir nossas próprias vidas.

Maestria: o desejo de progredir e melhorar em algo que importa.

Propósito: o anseio de fazer algo a serviço de algo maior que nós mesmos.

Agora vamos ver como gamification trata esses elementos.

Autonomia

Uma das características da gamification é que ninguém deve ser obrigado a participar. 

Os jogadores após optarem por participar devem fazer escolhas sobre como irão prosseguir nos desafios com objetivo de atingir suas metas.

Existe autonomia e controle sobre qual o caminho a ser seguido.

Maestria

Gamification usa suas mecânicas para motivar o nosso desejo de melhorar em algum aspecto.

Através de pequenas recompensas e rápidos feedbacks ela motiva as pessoas a fazerem o melhor em alguma coisa.

Maestria não possui um fim, sempre é possível melhorar, se trata mais da jornada.

Gamification pode trazer a sensação de evolução, conseguimos ver que estamos melhorando em algo.

Lembra do exemplo que dei do Duolingo?

Ele nos mostra, conforme avançamos os níveis do jogo, que estamos de fato evoluindo em aprender uma nova linguagem.

Propósito

Gamification é focada em um propósito, deve existir um objetivo significante para os envolvidos.

Esse objetivo está normalmente relacionado com mudar um comportamento, desenvolver uma competência ou impulsionar a inovação.

Recompensas: o feedback constante

As recompensas são muito importantes para os jogadores se motivarem a participar e para continuarem em um jogo até sua conclusão.

Quando estamos pensando em criar um sistema usando gamification, é preciso considerar uma forma de feedback que seja frequente, porque é o caminho mais eficiente para manter o engajamento.

Alguns formatos de recompensa mais utilizados são: status, acesso, influência e brindes.

Status

Alguns exemplos de recompensas do tipo status podem ser rankings dos melhores jogadores, distribuição de distintivos ou reconhecimento dos próprios jogadores.

Esse último talvez seja o modo mais significativo para os envolvidos
em um jogo, uma vez que provém do reconhecimento público dos
demais participantes.

Acesso

O acesso pode ser uma importante forma de recompensa.

Promover acesso a conteúdos importantes,  informações privilegiadas, habilidades específicas, entre outros, pode ser uma maneira bastante interessante de conectar os jogadores com seus propósitos. 

Influência

A influência pode ser concedida por meio de interferência direta ou indireta no jogo.

Podemos utilizar um tipo de influência direta quando queremos que o jogador se sinta de algum modo no controle do jogo.

Podemos fazer isso por meio de um acesso exclusivo ou possibilidade de intervenção em determinada regra ou atividade do jogo.

A influência indireta pode ser utilizada para um jogador interceder, de maneira voluntária ou involuntária, nas decisões e no destino de outros jogadores pela influência conquistada dentro do sistema.

Brindes

Os brindes são o método mais simples de recompensa, podem aparecer na forma de benefícios, itens, dicas, vida extra, etc.

Os brindes podem ser utilizados como uma espécie de feedback positivo em pequena escala e em maior frequência.

Uma tarefa pode gerar um brinde mais ou menos valioso, em situações pontuais podemos oferecer prêmios maiores.

Na minha opinião brindes não causam um efeito tão grande quanto o status por exemplo e são a forma menos relevante de recompensa dentre as que citei, porém ainda assim podem ser muito importantes.

Ajustando a dificuldade

Quando estamos formatando os desafios que irão fazer parte do sistema de gamification a dificuldade de alguma tarefa pode ser bastante complexa.

Precisamos ajustar a dificuldade aos interesses do público ao qual o jogo se destina. Em um mesmo jogo podem existir desafios de dificuldades diferentes.

Para ser motivador, um jogo deve permitir aos seus jogadores sentirem-se constantemente estimulados, mas isso só ocorre quando as suas habilidades necessárias fazem frente às missões que precisam cumprir.

Um jogo quando bem elaborado deve possibilitar tanto aos iniciantes quanto aos especialistas desafios que lhes apresentem
dificuldades compatíveis com sua capacidade em realizá-los.

Posso dizer que conhecer o público ao qual se destina o jogo é essencial para o sucesso no uso de gamification

É fundamental a criação de um sistema bem amarrado com relação ao  desafio e habilidades necessárias.

Ter uma definição clara do nível de habilidade inicial dos jogadores, assim como planejar de que maneira eles evoluirão ao interagir com a dinâmica proposta é muito importante.

Gamification incentivando a mudança de comportamentos

Eu sei como é difícil mudar um hábito, você também já deve ter passado por alguma situação onde precisou mudar um comportamento por que percebeu que precisava.

Da mesma forma quando tentamos criar um novo hábito em muitas vezes desistimos no meio do caminho.

Nessas situações gamification pode fazer a diferença.

Dois exemplos de aplicativos que fazem isso muito bem são o Strava e o Nike+ Running.

Se você está precisando de uma ajudinha para criar o hábito de correr esses aplicativos podem ajudar, eles fazem isso usando algumas mecânicas de jogos.

Gamification incentivando a mudança de comportamentos

Ambos funcionam de forma parecida, vamos analisar o Nike+ Running por exemplo.

Ele mostra o número de passos dados, as calorias que foram queimadas, a distância e o tempo da atividade, e permite compartilhar os exercícios no Facebook e Twitter.

É possível ainda deixar a corrida mais divertida ao competir com amigos que também usam o aplicativo através do Desafio do Nike+. Para isso, basta definir uma distância, convidar os amigos e correr até a linha de chegada. 

Você percebeu como ele faz o acompanhamento do progresso? Esse pode ser um bom incentivo para continuar!

O aplicativo pode ser conectado ao Facebook, assim seus amigos podem te incentivar enquanto você pratica o exercício.

Além disso, é possível marcar os contatos que praticam o esporte com você e compartilhar sua rota de corrida.

A Nike é uma das empresas que sabe como inserir gamification em seus produtos e tem obtido resultados excelentes.

Quanto mais pessoas começarem a correr, mais consumidores para ela.

Muitas empresas estão usando gamification para mudar o comportamento de seus clientes de forma inovadora.

Existem muitas soluções que estão utilizando gamification tendo o ambiente de trabalho como foco principal.

Não é uma surpresa pois o engajamento infelizmente não é uma realidade em muitas empresas.

Dicas de gamification para incentivar uma mudança de comportamento

Podemos utilizar gamification para incentivar uma mudança de comportamento de clientes ou de colaboradores.

Todos nós criamos hábitos com o passar do tempo, alguns deles estão presentes de tal forma que pode ser muito difícil mudar.

Vamos analisar algumas das características mais comuns do uso de gamification para incentivar uma mudança de comportamento.

Precisamos ter metas

Para incentivar uma mudança de comportamento precisamos estabelecer metas que sejam relevantes e motivem os jogadores.

Antes citei como exemplo aplicativos que ajudam a criar o hábito de correr, vamos imaginar que o objetivo seja perder peso.

Nesse caso algumas metas poderiam ser perder 5kg, correr um certo número de km ou queimar uma quantidade de calorias.

Utilizando gamification podemos mostrar cada progresso obtido, dessa forma incentivando até a meta ser atingida.

Precisamos ser lembrados

A melhor forma de inserir um novo comportamento na nossa rotina é sendo lembrado.

Soluções que utilizam gamification fazem isso lembrando quando devemos fazer alguma ação que é necessária ou importante.

O aplicativo da Nike que mencionei antes sempre lembra você de fazer uma corrida caso fique alguns dias sem utilizá-lo.

Precisamos progredir em pequenos passos

Você vai concordar comigo que uma das coisas que pode ser mais desmotivadora é olhar para um objetivo e perceber que será necessário muito tempo e esforço para se ver algum resultado.

Uma das coisas que aprendi é que quebrar um objetivo grande em pequenas partes funciona. 

É muito mais fácil quando somos incentivados a dar um passo por vez.

Precisamos de apoio

Quando temos a companhia de amigos e de pessoas que possuem objetivos similares aos nossos tudo fica mais fácil.

Utilizar integração com as mídias sociais sempre é uma boa ideia quando falamos de gamification.

Antes falei sobre como o status é uma das coisas que mais motiva e engaja, pois se trata do reconhecimento público. 

Precisamos de repetição

Para mudarmos um comportamento precisamos de repetição, somente assim se cria um novo hábito.

Existem vários estudos sobre esse assunto, nunca vi um número exato, mas todos concordam na necessidade da repetição para que um novo hábito seja adquirido.

Gamification motivando o desenvolvimento de uma habilidade

Como vimos antes a maestria é um fator muito motivador, ser bom em alguma coisa é importante para todos nós.

O grande problema é que aprender e ficar muito bom em algo não é uma coisa fácil, pode levar bastante tempo para obtermos qualquer tipo de satisfação ou recompensa.

Particularmente acho que a forma com que muitas empresas aplicam treinamentos para seus colaboradores não é das mais empolgantes.

Gamification motivando o desenvolvimento de uma habilidade

O Duolingo é um excelente exemplo de utilização de gamification para o desenvolvimento de uma habilidade.

Ele motiva você contando os dias consecutivos que você passa estudando um idioma.

As lições são organizadas em pequenas fases, que fazem você se sentir em um jogo, você perde vidas quando erra e marca pontos quando consegue completar uma lição.

Duolingo é um exemplo de utilização de gamification para motivar você a atingir sua meta, caso ela seja aprender um novo idioma.

Cada vez mais gamification  vem sendo utilizada para treinamentos em ambiente corporativo, fazer o treinamento de uma ferramenta ou processo novo pode ser muito mais divertido e efetivo.

Dicas de gamification para incentivar o desenvolvimento de uma habilidade

Podemos utilizar gamification para incentivar o desenvolvimento de uma habilidade em clientes ou colaboradores.

Todos nós temos o desejo de aprender e gamification pode ajudar  a mostrar o caminho.

Vamos analisar algumas das características mais comuns do uso de gamification para incentivar o desenvolvimento de uma habilidade.

Precisamos saber o próximo passo

O desenvolvimento de uma habilidade é um caminho sem fim, afinal sempre podemos melhorar, não sabemos onde podemos chegar.

Mas quando estamos aprendendo precisamos saber qual é o próximo passo.

Precisamos aprender no nosso tempo

A gamification deve ser balanceada de acordo com os diferentes perfis, o aprendizado deve ocorrer de forma progressiva com a complexidade aumentando de acordo com o aprendizado obtido anteriormente.

A utilização de níveis e distintivos/badges ajuda a mostrar progresso. 

Precisamos de feedback constante

Existe um ciclo que gamification utiliza para gerar engajamento, primeiro dando alguma instrução, depois propondo um desafio e logo na sequência dando o feedback sobre o que foi realizado.

Gamification encoraja o aprendizado quebrando ele em pequenas partes e dando feedback cada vez que avançamos.

Gamification impulsionando a inovação

Existia uma época onde a inovação era responsabilidade de apenas algumas pessoas dentro de uma empresa. Esse tempo já ficou para trás.

Empresas que conseguem ser inovadoras utilizam um sistema onde todos são encorajados a inovar.

Chamamos isso de aproveitar a sabedoria da multidão.

São as ações coletivas de muitos indivíduos, restringidos por regras, que se auto-organizam em sistemas complexos e adaptativos, muitas vezes com resultados radicalmente novos.

Gamification impulsionando a inovação

Gamification ajuda na motivação, engajamento e foco em atividades de inovação.

Dicas de gamification para impulsionar a inovação

Podemos utilizar gamification para criar o ambiente e incentivos necessários para impulsionar a inovação no ambiente de trabalho. 

Normalmente soluções que utilizam gamification para gerar inovação
fazem isso através da competição.

Soluções que buscam desenvolver uma habilidade ou incentivar um novo comportamento fazem isso de forma diferente, o foco é mais colaborativo.

Quando pensamos em ideias inovadoras já imaginamos que será necessário selecionar apenas algumas mais interessantes, dessa forma uma estrutura competitiva funciona muito bem.

Vamos analisar algumas das características mais comuns do uso de gamification para impulsionar a inovação.

Precisamos da sabedoria da multidão

Para aproveitar a sabedoria da multidão precisamos primeiro que ela esteja engajada, motivada e focada em inovar.

Muitas vezes os colaboradores pensam que inovar não faz parte do seu trabalho, eles precisam ser encorajados a participar.

Precisamos de ideias criativas

Soluções que usam gamification para impulsionar a inovação normalmente recompensam muito bem quem envia uma nova ideia. 

O público alvo precisa ser encorajado a enviar ideias audaciosas, porém isso deve ser feito colocando alguns limites para que exista foco.

Precisamos selecionar uma ideia

É necessário uma forma de seleção onde todos os participantes possam avaliar e votar, fazendo com que as melhores ideias fiquem na frente.

Normalmente existe um tempo definido para a seleção, esse processo deve ser dinâmico e participativo.

Precisamos desenvolver uma ideia

Esse talvez seja o principal desafio. 

Quando utilizamos a sabedoria da multidão todos os participantes podem contribuir no desenvolvimento da ideia usando um de seus talentos.

Normalmente o desenvolvimento é feito possibilitando a contribuição das pessoas em ideias que não são suas.

Erros comuns cometidos na utilização de gamification

Focar primeiro nas metas da organização

Quando estamos utilizando Gamification para motivar o atingimento de alguma meta precisamos entender que essa meta precisa primeiramente ser importante para quem está participando.

Os desafios devem engajar os jogadores em nível emocional para atingirem uma meta que é significante para eles.

As metas da organização devem ficar em segundo plano, normalmente elas acabam sendo atingidas por existir um alinhamento com as metas de quem está participando.

Achar que programa de recompensa e gamification são a mesma coisa

Temos que tomar cuidado na hora de distinguir um programa de recompensas de um sistema que utiliza gamification.

Programas de lealdade, recompensa e incentivo funcionam de forma diferente, eles recompensam quando alguém realiza uma ação que foi definida pelo patrocinador.

Normalmente com descontos financeiros ou vantagens.

Não estou tentando dizer que esses métodos não funcionam ou não tenham os seus méritos, apenas quero dizer que eles motivam de forma diferente de gamification.

Alguns programas até utilizam elementos de gamification, mas eles dificilmente acionam o envolvimento emocional.

Finalizando

Respondendo a pergunta que coloquei como título principal desse texto.

Gamification pode ser a solução para a falta de engajamento no trabalho?

Eu diria para você não criar essa expectativa caso esteja pensando em utilizar gamification de alguma forma no seu ambiente de trabalho.

Mas eu também diria que ela pode ajudar bastante.

Muitos fatores podem ajudar a aumentar o engajamento no trabalho, uma cultura organizacional diferenciada e atrativa é o melhor caminho.

Gamification pode ser um dos componentes que façam parte dessa cultura diferenciada no seu ambiente de trabalho.

Ficou interessado em saber como aplicar gamification?

Continue acompanhando a Amo Onde Trabalho, no próximo conteúdo sobre esse assunto irei abordar mais a parte prática.

Um grande abraço e até a próxima!

Related Articles

Responses

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Está gostando desse conteúdo? Temos uma dica para você!

Faça uma análise gratuita do seu engajamento e da cultura da sua equipe de trabalho!

Faça um tour pela Amo Onde Trabalho totalmente de graça, conheça como a plataforma funciona e quais os benefícios que ela pode trazer para a sua equipe de trabalho!

Conheça, não custa nada :)

× Fale com a gente!