Capa cultura organizacional mais importante que salario

Cultura organizacional é mais importante que salário?

Cultura organizacional e valores são mais importantes que salário ou equilíbrio entre trabalho e vida pessoal quando trata-se de engajamento

Sempre que eu falo para algum líder que a cultura organizacional é mais importante que o salário para os colaboradores,  ou que os valores são mais importantes que benefícios, recebo um olhar de desconfiança. Eu entendo os motivos disso ocorrer, com o passar dos anos a realidade do mercado de trabalho mudou bastante, o impacto que a Geração Y causou, e agora a Geração Z está causando, foi realmente muito grande. 

Até a década de 90 e início dos anos 2000, os primeiros fatores procurados pelos grandes talentos eram salário, benefícios e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Bom, os tempos mudaram, e muito rapidamente. 

Três em cada quatro profissionais priorizam a cultura organizacional antes de se candidatar a um emprego, de acordo com pesquisa recente da Glassdoor.

A Glassdoor, um dos maiores sites de trabalho e recrutamento do mundo, lançou uma pesquisa há alguns meses que mede o sentimento em torno da missão e da cultura organizacional nos dias de hoje, juntamente com o nível de importância de ambos.  A pesquisa foi realizada com mais de 5.000 profissionais em vários países: Estados Unidos, Reino Unido, França e Alemanha, infelizmente o Brasil não fez parte da pesquisa, mas com base nos resultados podemos ter uma ideia de que não seria muito diferente por aqui.

Entre as principais conclusões, podemos constatar que mais de três quartos (77%) dos profissionais consideram a cultura organizacional antes de se candidatar a um emprego, e mais da metade (56%) diz que a cultura organizacional é mais importante que o salário quando trata-se de satisfação no trabalho. 

Além de perguntar às pessoas até que ponto elas valorizam a cultura organizacional, a pesquisa também descobre a importância da cultura organizacional e da missão da empresa para o recrutamento e a retenção. Outra constatação importante foi que os candidatos estão procurando empresas cujos valores estejam alinhados com seus interesses e valores pessoais.

“Ter uma missão convincente, cultura e valores são críticos quando se trata de atrair e reter os melhores talentos em um mercado de trabalho competitivo – é o que diferencia cada empregador”, disse Christian Sutherland-Wong, presidente e COO da Glassdoor. “Nos países pesquisados, fica claro que os candidatos estão buscando experiências de trabalho mais significativas. Os candidatos a emprego querem ser remunerados de maneira justa, mas também querem trabalhar para uma empresa cujos valores se alinham aos seus e cuja missão eles podem abraçar. ”

No vídeo abaixo eu falo sobre o engajamento no trabalho, perceba como existe uma grande relação entre o engajamento e a cultura/valores da empresa, e por que o salário consegue somente motivar por um curto período de tempo.

Pontos Importantes

Enquanto a maioria dos profissionais coloca a cultura organizacional acima do salário quando se trata de satisfação no trabalho, a pesquisa mostra que a cultura da empresa é significativamente mais importante entre os profissionais mais jovens. A geração Y tem mais probabilidade de colocar a cultura acima do salário do que os profissionais de 45 anos ou mais, isso ocorre com – EUA (65% vs. 52% com mais de 45 anos) e Reino Unido (66% vs. 52% com mais de 45 anos) )

Hoje, a cultura organizacional pode ser um fator crítico para quem procura emprego ou está decidindo se fica na sua empresa atual. Mais de três quartos (77%) dos profissionais considerariam a cultura de uma empresa antes de se candidatar a um emprego, sugerindo que uma percepção negativa sobre a cultura poderia afetar significativamente a capacidade e a eficiência para preencher vagas em aberto. Quase três quartos (73%) dos profissionais não se aplicariam a uma empresa, a menos que seus valores estivessem alinhados com seus próprios valores pessoais. Para as empresas que hoje lutam por talentos, isso destaca a importância dos empregadores definirem e comunicarem claramente seus valores, além de demonstrar que estão cumprindo com eles.

Quando se trata de retenção, quase dois em cada três (65%) funcionários dizem que a cultura de sua empresa é uma das principais razões para permanecer no emprego. Pouco mais de sete em cada dez (71%) funcionários globais procurariam emprego em outro lugar se a cultura de sua empresa atual se deteriorar.

Cerca de nove em cada dez (89%) profissionais acreditam que é importante para um empregador ter uma missão e um objetivo claros, com respostas muito semelhantes em todos os países pesquisados. Quase oito em cada dez (79%) considerariam a missão de uma empresa antes de se candidatar a um emprego, demonstrando o quão importante é uma missão clara para o recrutamento. Dois terços (66%) dos funcionários acreditam que as pessoas estão mais motivadas e engajadas por causa da forte missão da empresa em que trabalham, e (64%) dizem que a missão da empresa é uma das principais razões pelas quais permanecem no trabalho. 

Em um sinal de que a missão da empresa pode ser a principal preocupação para quem procura emprego,(77%) dos profissionais acreditam que os empregadores estão se tornando mais motivados para recrutar e reter talentos.

Coincidindo com essa pesquisa, a Glassdoor Economic Research publicou um novo relatório sobre os principais fatores de satisfação dos colaboradores em cinco países: EUA, Reino Unido, França, Alemanha e Canadá. De acordo com milhões de avaliações compartilhadas voluntariamente e anonimamente pelos colaboradores na Glassdoor, em quatro dos cinco países, a cultura e os valores de uma organização são os fatores mais fortes de satisfação dos colaboradores, seguidos por liderança sênior de qualidade e oportunidades de carreira. 

“Um equívoco comum entre muitos empregadores hoje é achar que o equilíbrio entre salário e vida pessoal está entre os principais fatores que conduzem à satisfação dos funcionários”, disse o Dr. Andrew Chamberlain, economista-chefe da Glassdoor. “Encontramos pouco suporte para essa noção nos dados do Glassdoor. Em vez disso, os empregadores que desejam aumentar os esforços de recrutamento e retenção devem priorizar a construção de uma forte cultura e sistemas de valores da empresa, ampliando a qualidade e a visibilidade de suas equipes de liderança sênior e oferecendo oportunidades de carreira claras e empolgantes para os funcionários. ”

Principais Constatações

O que importa para os colaboradores é semelhante em todos os países que participaram da pesquisa. Entre os seis fatores que foram examinados no local de trabalho, três fatores alcançam o topo em todos os países como os principais fatores da satisfação geral dos colaboradores, isso segundo os próprios através do site da Glassdoor:

  • A cultura e os valores da organização;
  • A qualidade da liderança sênior; 
  • Acesso a oportunidades de carreira dentro da organização.

Por outro lado, encontramos três fatores no local de trabalho que estão no final da lista como os fatores menos importantes de colaboradores satisfeitos em todos os países:

  • Equilíbrio trabalho-vida pessoal;
  • Compensação e benefícios; e
  • Perspectivas de negócios da organização.
Claro que esses fatores ainda são muito importantes, mas ao contrário do que se pensa e apesar do foco que se tem dado a eles nas empresas, não são os principais fatores atualmente. Acredito que isso possa surpreender algumas pessoas, mas se você acompanha a Amo Onde Trabalho já sabe disso há muito tempo.

Finalizando

No geral, descobrimos que a satisfação dos colaboradores é motivada pelos mesmos fatores principais em todo o mundo e em todos os setores – com força em cultura organizacional e valores da empresa, excelentes equipes de liderança sênior e oportunidades de carreira claras para os trabalhadores. Esses três fatores atingiram o topo em todos os países.

Também percebemos um equívoco comum entre muitos empregadores hoje em dia que é assumir que o salário e  equilíbrio entre vida profissional e pessoal estão entre os principais fatores que impulsionam a satisfação dos colaboradores nas organizações, apesar de serem também muito importantes.

Os dados de milhões de avaliações de colaboradores de todo o mundo mostram que a cultura organizacional e os valores, a qualidade das equipes de liderança sênior e as oportunidades de carreira importam muito mais do que os mencionados acima para a satisfação a longo prazo. 

Se você tiver interesse, nós da Amo Onde Trabalho podemos ajudar sua equipe em diversos aspectos da forma de gestão, liderança e cultura organizacional.

Espero que tenha gostado da leitura.

Um grande abraço e até a próxima!

Contribuição de:

Teste grátis nossa plataforma com a sua equipe por 7 dias, sem custos, sem cartão de crédito.

Aprenda a construir uma cultura que valorize sua marca, resolva os problemas de gestão, melhore os resultados dos negócios e atenda ao propósito da sua organização.

Está gostando desse conteúdo? Temos uma dica para você!

Faça uma análise gratuita do seu engajamento e da cultura da sua equipe de trabalho!

Faça um tour pela Amo Onde Trabalho totalmente de graça, conheça como a plataforma funciona e quais os benefícios que ela pode trazer para a sua equipe de trabalho!

Conheça, não custa nada :)

× Fale com a gente!